Bem-me-quer

Leucanthemum vulgare
Compostas (Asteraceae)


(todos os créditos e direitos da fonte Wikipedia se aplicam)


A espécie designada por Chrysanthemum leucanthemum ou Leucanthemum vulgare, designada pelos termos populares, pouco precisos, bem-me-quer, bonina, margarida, margarita, margarita-maior, malmequer, malmequer-maior, malmequer-bravo ou olho-de-boi, é uma planta herbácea e perene, originária da Europa. Seu ciclo vital dura mais de um ano. É da família das compostas, a mesma do crisântemo, da dália e do girassol.

Do cruzamento da espécie com outras, Chrysanthemum latifolium e Chrysanthemum maximum, por exemplo, derivam variedades que se cultivam em todo o mundo.

A parte da margarida designada como flor, em alguns casos tem diâmetro superior a dez centímetros. Na verdade a margarida é uma inflorescência chamada capítulo, as marginais (pétalas) são brancas que abrigam as flores femininas, o disco central (amarelo) é composto de diminutas flores hermafroditas amarelas.

A propagação é feita por sementes ou pela divisão das touceiras. A altura média é de sessenta centímetros. Na divisão, feita em geral em agosto, a cada três anos, desprezam-se as partes velhas e lenhosas e plantam-se as ramificações novas e já dotadas de raízes.

Todas as margaridas devem ser plantadas ao sol, em solo argilo-arenoso rico em matérias orgânicas.

Mal me quer, bem me quer

O jogo "Mal-me-quer, bem-me-quer" (em francês: effeuiller la marguerite) é associado a esta flor e à homofonia de "malmequer" e de "mal me quer".

Referências


Onde?

Família(46)

WWW info

Comparar

Continuar a procurar
Tamanho Forma Cor Ordenar
Tamanho Forma
 Cor Ordenar
1 Semelhante (LA):
Leucanthemopsis alpina [L.]
ox-eye daisy
Margriet
Magerwiesen-Margerite
Marguerite
Margherita diploide
Margarita
Bem-me-quer
Нивяник обыкновенный
法蘭西菊